Skip to content

Lançamento do Projeto Experimental de Leitura

24/03/2010

 

A Secretaria Municipal de Educação Ciência e Tecnologia, através da Biblioteca Municipal Zeca Batista, checa os últimos detalhes do evento de lançamento do Projeto  Experimental de Leitura “Leve, Leia e Devolva”, marcado para às 16h30 desta quinta-feira, 25, no andar do Terminal Urbano de Passageiros. Entusiasta do projeto,  a secretária Virgínia Melo confirmou presença. O prefeito Antônio Gomide também foi convidado a comparecer na cerimônia.
Para viabilizar o projeto experimental, a Biblioteca Municipal Zeca Batista montará uma mini-biblioteca no interior do Terminal Urbano, na Praça Americano do Brasil, disponibilizando cerca de 400 livros e revistas para os milhares de usuários do transporte coletivo que diariamente transitam pelo Terminal. As publicações, em diversas áreas – literatura, ciência, livros didáticos – serão deixadas no interior do terminal para que os usuários façam os empréstimos para si próprios. Não haverá ninguém controlando a saída e entrada desses livros, explica a diretora da Biblioteca, professora Natalina Fernandes, assegurando que o nome do projeto traz embutida a finalidade do mesmo. “‘Leve, Leia e Devolva’ é justamente para despertar nas pessoas a consciência de que livros têm que ser manuseados, lidos e passados de mão em mão dando oportunidade a que muitas pessoas leiam o mesmo livro”.
Para Natalina Fernandes, o projeto experimental, cujo modelo a Biblioteca importa dos grandes centros urbanos, vai colocar a população em contato com os livros e em liberdade para escolher o que ler e quando devolver o livro, sem qualquer pressão para devolver. “O compromisso da devolução é do próprio leitor”, esclarece.
Ela argumenta que “em São Paulo, projeto semelhante funciona sem problemas, porque as pessoas já se conscientizaram da importância do rodízio dos livros podendo os mesmos passarem pelas mãos de todos; e se lá funciona bem, aqui também funcionará, porque nossa população também é formada por pessoas civilizadas, conscientes e sabedoras que livro fechado na biblioteca ou encostado em gavetas e/ou danificado, mutilado, faltando páginas, não traz resultado positivo para ninguém”, diz a diretora.
A pretensão é que a estante com os livros permaneça no terminal por mais de três meses, com os livros indo para a casa dos usuários do Terminal e regressando para a estante para serem levados por outras pessoas.  “Os livros são para todos e queremos crer que o nível de conscientização será alcançado e que as pessoas não vão jogar os livros fora, nem danificá-los, nem pegar emprestado e não devolver”, diz a diretora da Biblioteca.

Fonte: Assessoria de Comunicação/SEMECT

 

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: