Skip to content

Plano de Cargos é aprovado pela Câmara Municipal

10/12/2009

Com o plenário Teotônio Vilela lotado de servidores públicos municipais de todos os setores, os vereadores aprovaram o Plano de Cargos, Salários e Vencimentos da Prefeitura de Anápolis. Depois de duas sessões, o projeto foi votado e nos próximos dias, será sancionado pelo prefeito Antônio Gomide para que entre em vigor no início de 2010.
 
A presidente do Sindicato dos Professores da Rede Municipal de Ensino, Jocilene das Neves, que acompanhou os dois dias de votação, comemorou a aprovação e ressaltou que desde o início da elaboração do plano, a entidade participou amplamente das discussões, a exemplo das outras categorias, e que houve um consenso, atendendo a todas as partes. “Anápolis sai à frente com um projeto deste nível. Este plano representa um salto de qualidade na educação municipal”, assegurou.
 
O vereador Amilton Batista (PTB) – que preside a Comissão de Justiça e Redação do Legislativo – afirmou que esta é uma vitória também do Legislativo, que conseguiu analisar todo o plano, participando e discutindo todos os pontos, em tempo hábil. “Nos sentimos vitoriosos também. Conseguimos cumprir a nossa meta que era votar o plano este ano para que ele entre em vigor logo em janeiro”, disse.
 
O Plano de Cargos, Salários e Vencimentos foi entregue à Câmara Municipal pelo prefeito Antônio Gomide no dia 03 de novembro deste ano. Para ele, este é um momento histórico no município que responde aos anseios de quase duas décadas dos servidores e é, também, um compromisso da atual administração com a classe. “Desde o nosso primeiro dia de governo, falamos da nossa prioridade em elaborar este plano e hoje cumprimos essa missão. Anápolis é a primeira cidade goiana e fazer o seu plano de carreira para os servidores logo no primeiro ano de gestão e estamos muito felizes com o cumprimento de mais essa etapa do nosso trabalho”, destacou.
 
Reposição


De acordo com Antônio Gomide, o Plano de Cargos, Salários e Vencimentos foi dividido em Magistério, Saúde e Administração Direta, Fundações e Autarquias a fim de atender todos os 5.565 servidores efetivos, conforme suas categorias. O prefeito afirmou que não haverá redução salarial e nem perdas dos direitos adquiridos ao longo das carreiras, mas sim uma reposição. “Estas correções gerarão um impacto de aproximadamente R$ 2 milhões mensais na folha de pagamento. São reposições salariais justas que deveriam ter sido feitas há anos e que agora serão aplicadas corretamente”, explicou.
 
Dos 5.565 servidores efetivos, 2.892 são da administração direta, de fundações e autarquias, 1.718 são professores e 995 são da saúde. Os acréscimos serão gradativos e de acordo com os cargos e atribuições dos funcionários. Para um maior esclarecimento, Antônio Gomide usou como exemplo a administração direta, as fundações e autarquias que, segundo ele, dos 2.892 colaboradores, 506 terão aumento de 1 a 10%, 1.862 de 11 a 30%, e 524 acima de 30%.
 
O prefeito também anunciou que o salário base que antes era de R$ 394,79 passará para R$ 520,00, um valor acima do salário mínimo que atualmente é de R$ 465,00. “Nenhum servidor público do município receberá menos de R$ 520,00”, frisou Antônio Gomide. O Plano de Cargos, Salários e Vencimentos começou a ser elaborado em janeiro deste ano por uma comissão composta por 18 membros e com acompanhamento constante dos três sindicatos das categorias.

Fonte: ASCOM

 

 

Anúncios
3 Comentários leave one →
  1. semect permalink*
    17/02/2010 09:18

    Bom dia, Maria Helena!

    Pedimos desculpa pela demora no retorno à sua mensagem.

    Conseguimos disponibilizar o Estatuto e Plano de Carreira e Remuneração do Magistério aprovado. Está na página principal bem como nos links sugeridos.

    Clique no link abaixo para acessar:
    https://semect.files.wordpress.com/2010/02/estatuto-e-plano-de-carreira-e-remuneracao-do-magisterio-lei-complementar-nc2ba-211-2009.pdf

    Abraços,

    SEMECT

  2. Maria Helena Silvestre Ribeiro permalink
    15/12/2009 12:29

    Onde posso baixar (na integra) a lei aprovada de Plano de Cargos, Salários e Vencimentos da Prefeitura de Anápolis.

    Sugiro que seja disponibilizada neste Side.

    Obrigada!

    Maria Helena

  3. Maria José Bastos de Oliveira permalink
    11/12/2009 08:48

    A PALAVRA EXCLUSIVIDADE POR SI SÓ JÁ DIZ QUE É QUANDO ALGUÉM OU ALGO PERTENCE SOMENTE A UMA EMPRESA… OU PARA ALGO.
    cOMO É QUE ESTÃO QUERENDO DAR 20% DE EXCLUSIVIDADE SOMENTE PARA QUEM ESTIVER EM SALA DE AULA, LOTADO COM UMA CARGA HORÁRIA DE 40 HORAS AULAS? ESTA EXCUSIVIDADE DEVE SER PARA TODOS QUE TRABALHAM SOMENTE NA REDE MUNICIPAL, NÃO IMPORTA A CARGA HORÁRIA, OU FUNÇÃO, DESDE QUE O MESMO SEJA DO QUADRO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO MUNICIPAL DE ANÁPOLIS.
    ESTAMOS VIVENDO O TEMPO DA INCLUSÃO E NÃO, DA EXCLUSÃO.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: