Skip to content

Atendimento à nova gripe é descentralizado em Anápolis

16/09/2009

Foto reunião gripe

A partir de agora, o atendimento às pessoas com sintomas da Influenza A (H1N1), será descentralizado em Anápolis. O anúncio foi feito na manhã desta quarta-feira, 16, durante coletiva de imprensa, no Cais do Jardim Progresso.

Na oportunidade também foi realizada uma reunião de trabalho da Comissão Técnica da Influenza A (H1N1), composta por representantes da Prefeitura Municipal, através da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), Base Aérea de Anápolis (BAAN), Regional de Saúde, Câmara Municipal e Ministério Público.

Durante a entrevista, o secretário Wilmar Martins falou sobre a decisão de descentralizar os serviços como forma de evitar aglomerações e dar mais agilidade e qualidade ao atendimento. “Dividimos a cidade em cinco regiões e aumentamos o número de profissionais para melhor atender aos cidadãos”, disse. Assessor técnico da Semusa, o médico infectologista Marcelo Daher destacou que a entrevista coletiva foi proposta justamente para mostrar a situação da nova gripe em Anápolis. “Não queremos ocultar nada, mas também vão vamos difundir a teoria do caos”, ponderou. Segundo ele, a cidade está agindo de acordo com as normas estabelecidas pelo Ministério da Saúde e também pela Secretaria Estadual de Saúde e acrescentou que o município está fazendo a coleta necessária para os exames de detecção da doença, mas que, desde julho, é realizada uma triagem para atender com mais urgência os casos grave. “Por isso, não está sendo tão divulgado, mas esse trabalho é feito.

Atualmente temos dois mil casos notificados na cidade e 300 pessoas já estão fazendo uso do medicamento utilizado para tratar a doença que é o Tamiflu. Quando há a suspeita já recomendamos o remédio”, esclareceu. Até o momento, foram confirmadas duas mortes pela Influenza A (H1N1) na cidade. Marcelo Daher também expôs que Anápolis atende vários municípios que não possuem estrutura necessária e, por isso, muitas pessoas estão na cidade em busca de tratamento. “Não iremos fechar as portas, até porque somos sede de uma regional, mas estaremos nos reunindo com a Secretaria de Estado da Saúde”, contou.

O promotor Marcelo Henrique dos Santos, representante do Ministério Público, disse que desde o princípio o município se mostrou preocupado com a nova gripe e também vem atendendo as recomendações do órgão. “A criação da Comissão Técnica foi prontamente atendida e isso mostra que a Prefeitura e o Ministério Público estão juntos neste trabalho. Continuaremos com o nosso papel que é de cobrar e orientar, mas sempre em tom de parceria”, ressaltou.

A Base Aérea de Anápolis foi representada pelo chefe do departamento médico da unidade, tenente Pascale, que enfatizou a solicitação da Prefeitura em participar deste trabalho. “Já deslocamos dez militares entre médicos, enfermeiros e apoio para auxiliar na triagem dos pacientes”, disse. Ele ainda destacou que até o fim desta semana será feito um balanço para avaliar a possibilidade de disponibilizar mais militares para este auxílio. A Comissão Técnica foi criada para avaliar a situação da nova gripe no município e juntos, buscar soluções eficazes para controlar a situação.

Na reunião, os membros já anunciaram que vão procurar reforços na Polícia Militar e no Corpo de Bombeiros. Saiba sobre a Influenza A (H1N1) em Anápolis: Saiba tudo sobre a Afluenza A H1N1 Atendimento A cidade foi dividida em cinco regiões e os postos de atendimento são: as unidades de saúde dos bairros Paraíso e de Lourdes, e da Vila Jaiara; o Hospital Municipal e o Cais do Jardim Progresso, que atenderão 24 horas. Para reforçar este trabalho, mais 12 médicos serão plantonistas nestes locais. A Base Aérea de Anápolis também fará o atendimento já que a unidade abrange cerca de 10 mil pessoas entre militares e familiares.

Medicamento

Atualmente, 300 pessoas estão sendo medicadas com o Tamiflu que está disponível nas unidades de atendimento da nova gripe e também na Farmácia Popular para a rede privada de saúde. O posto de atendimento da Base Aérea também já recebeu o remédio. Precauções A Semusa informa que todos os servidores da saúde estão tomando medidas preventivas. O atendimento é feito há um metro do paciente suspeito com a doença e nos casos que há necessidade de uma maior aproximação, o trabalho é feito com todas as condições necessárias de higiene. Todos os funcionários dos ambulatórios de emergência usam máscara de proteção.

Recomendações

Segundo a normativa do Ministério da Saúde as medidas de prevenção da nova gripe são: manter a higiene das mãos, evitar locais públicos fechados, usar máscara em ambientes com maior aglomeração e evitar compartilhar utensílios ou aproximação maior com pessoas que tenham sintomas de gripe. Quanto às gestantes, os cuidados devem ser redobrados, mas não há necessidade de afastamento do trabalho ou outra atividade em grupo. As escolas também devem funcionar normalmente, pois não é preciso suspender as aulas, por causar um efeito isolado.

Fonte: ASCOM

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: