Skip to content

Anápolis 102 anos “Cantando nosso Hino”

03/07/2009

Anápolis de lutas e valores
Edificada sobre as mãos da padroeira
Cidade sonhos dos teus filhos
Mensageira de paz e encanto
De acalanto e flores.

Quem te ilumina em manhãs douradas
Sorri febril derrama luzes nas calçadas
E te acompanha neste afã de progredir
E o mesmo sol que esplende céu afora
A prometer num só porvir de suma aurora.

Quem te gorjeia levemente
Aos ouvidos velhas canções
De quem passou e continua
E o passado a compor versos comovido
A ostentar teus monumentos pelas ruas!

Anápolis, Anápolis poema de bravura
Que escreveram nossos pais, nossos avós
Alma gigante que se alastra em terra pura
Canção de amor que agente canta em plena voz.

Anápolis, Anápolis poema de bravura
Que escreveram nossos pais, nossos avós
Alma gigante que se alastra em terra pura
Canção de amor que agente canta em plena voz.

Autores: Orestes Farinello & Hemogênia Eleutério

 Ouça o hino!

 

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: